A cultura de inovação como imperativo de negócio

  • Post author:
  • Post category:Cultura

  Diante da dinamicidade do mercado e do mundo, a busca por novas soluções e maneiras de se fazer desponta nas últimas décadas não mais como um diferencial, mas como um imperativo de negócio.  Com o contexto de pandemia e a necessidade da criação de novas soluções para um cenário que nem mesmo as equipes de gestão de crise estavam preparadas, a sentença do “é tempo de inovar” nunca esteve tão presente. O mergulho nas ferramentas tecnológicas foi inevitável, a atualização de tecnologias, principalmente para atendimento…

Continue Reading A cultura de inovação como imperativo de negócio

Como caminha a jornada da diversidade na sua empresa?

  • Post author:
  • Post category:Cultura

  A potência da diversidade e a urgência da inclusão têm ganhado cada vez mais espaço de discussão, não só no universo da tecnologia, como nos mais diversos âmbitos sociais. Uma jornada primordial que nos ajuda a compreender melhor quais narradores e narrativas recebem os créditos e tem acesso à história e quantos outros não seguem silenciados e excluídos.  Trilhar esta jornada é, hoje, não só um compromisso social, como corporativo. “O que antes era uma causa, hoje é imperativo de negócio.”  Assim, Neila Lopes,  gerente…

Continue Reading Como caminha a jornada da diversidade na sua empresa?

Representatividade feminina: sejamos agentes transformadores

  • Post author:
  • Post category:Cultura

  Você sabia que o trabalho derivativo do que hoje conhecemos por algoritmo foi desenvolvido por uma mulher? Augusta Ada King, a Condessa de Lovelace, é considerada uma das precursoras das ciências da computação, mas demorou dezenas de anos para ser reconhecida como tal. Pouco mais de 150 anos depois, há cerca de um mês,  a conquista de três mulheres chamou a atenção do universo da ciência e tecnologia. Emmanuelle Charpentier, francesa, e Jennifer Doudna, norte-americana, foram as vencedoras do Nobel de Química, e  Andrea Ghez…

Continue Reading Representatividade feminina: sejamos agentes transformadores

End of content

No more pages to load