You are currently viewing Usar ou não plataformas gratuitas de pesquisa? Vamos falar sobre métodos

Usar ou não plataformas gratuitas de pesquisa? Vamos falar sobre métodos

  • Post author:
  • Post category:Ideafix

Há mais de 20 anos a Ideafix oferece soluções de pesquisas baseadas em métodos rigorosos da ciência, o que faz toda a diferença para projetos de Comunicação, Marketing e Recursos Humanos.

A prática da pesquisa de mercado está consolidada entre organizações de alto desempenho, que há décadas a empregam para tomar decisões sensíveis. O ato de pesquisar conhece agora uma nova dimensão com o aumento das plataformas digitais de pesquisa.

Há uma explosão no uso dessas plataformas de pesquisa (gratuitas ou a baixos custos). Elas permitem autonomia dos usuários e a possibilidade de fazer a coleta online a custos baixos. A popularização da pesquisa dá acesso a um trabalho que é considerado caro, especialmente para pequenas empresas.

De forma independente, é possível a empresa internamente desenhar o questionário, torná-lo acessível, observar os resultados nos gráficos automaticamente gerados e interpretar os dados.

Essa ampliação do acesso, contudo, precisa vir acompanhada pelo rigor do método da pesquisa. A falta de clareza sobre os métodos pode ser algo que leve a conclusões precipitadas ou equivocadas, gerando perda de tempo e dinheiro.

Vamos pensar nos riscos, então.

 

Pesquisar exige rigor de métodos

O método pode ser definido como o meio pelo qual se conhece um tema. Na ciência, o método se alimenta dos conceitos teóricos, que uma vez propostos e validados como ideias serão levados a campo para produção de provas na realidade, o chamado “campo empírico”.

No fazer científico, conceitos levam aos métodos, que por sua vez se traduzem em técnicas de pesquisa. A consagração do método científico vem da invenção, repetição, crítica, validação (ou refutação) da forma como se aplica a técnica da pesquisa. Isso é feito reiteradamente pelo cientista, que se ocupa do resultado da pesquisa e também reflete sobre o meio pelo qual o conhecimento foi produzido. O “quê” se conhece e “como” esse conhecimento é gerado.

De tempos em tempos, verdadeiras “revoluções”, como afirma o pesquisador Thomas Kuhn, colocam a comunidade científica de ponta a cabeça, pois as teorias, os métodos e as técnicas de produção do conhecimento são desafiados em suas bases e, em alguns casos, podem mesmo deixar de existir ao se mostrar superados.

Mas, por que voltamos à prática científica para poder pensar sobre o uso das plataformas gratuitas de pesquisa? Se é positivo o acesso à técnica da pesquisa usando as plataformas gratuitas, por outro lado o desconhecimento sobre as teorias e os métodos pode ser algo fatal no momento de tirar conclusões.

 

Pesquisar exige experiência

É por essa razão que empresas de pesquisa profissionais dialogam com a academia de forma contínua. Mais do que aplicar as técnicas, a empresa de pesquisa se cerca de conceitos e métodos que estejam alinhados com o fazer científico de cada época.

A pesquisa profissional se baseia em teorias válidas, que são testadas com métodos rigorosos e repetidos por anos, com técnicas aplicadas a partir de critérios conhecidos e, mais importante, refletidos por quem pesquisa para conhecer suas forças e fraquezas.

Quando uma organização contrata uma pesquisa profissional, essa garantia está implícita na compra. No uso sem mediação das plataformas digitais gratuitas, negativo. Se a pesquisa reúne uma série de perguntas feitas a esmo, com um público fora do escopo de perfil, que conclusões são possíveis com esse instrumento?

Já dizia o gato de Alice: “para quem não sabe aonde ir, qualquer caminho basta”. Que tipos de temas devem ser aprofundados em um trabalho de pesquisa de mercado? Quais circunstâncias exigem uma abordagem objetiva com base estatística? O que perguntar e como perguntar em um questionário de pesquisa? Como estabelecer amostras e encontrar os respondentes adequados? Os detalhes técnicos são muitos e precisam ser observados com cuidado.

 

Fique com o melhor de dois mundos

As plataformas digitais são uma realidade, isso está no espírito do nosso tempo, mas mantenha por perto uma empresa de pesquisa que aporte inteligência na forma de desenvolver o trabalho.

Na Ideafix, temos proposto desenvolver relações profundas com organizações e marcas, em um modelo de consultoria contínua. Podemos apoiar com inteligência quando a decisão já está tomada em seguir com uma plataforma gratuita. O antes da coleta é fundamental: ter claro os temas, o fluxo do questionário, a linguagem a ser utilizada dado o perfil de público, a formulação das perguntas, sem vieses, além de estímulos com escalas equilibradas. Isso fazemos muito bem.

Se a verba está limitada e exige o uso da plataforma digital, cuidamos disso. Se o desafio envolve decisões críticas com base em um método de maior rigor, nós também realizamos o serviço completo, da concepção à execução.

Você terá uma grata surpresa ao saber que a pesquisa está mais acessível do que você imagina.

Com a Ideafix você pode fazer o uso de plataformas digitais e contar com uma equipe profissional e qualificada. O melhor dos dois mundos.

E aí, vamos experimentar esse modelo? Chame-nos e conheça.

Manda um WhatsApp!

Fabiana Silva
Head Comercial e Marketing